Reconstrução

Reconstrução do Empire State Building

O lobby do Empire State Building é um dos poucos interiores em Nova York designados como marco histórico pela Landmarks Preservation Commission. Como parte da iniciativa de modernização Reconstrução do Empire State, o lobby do ESB foi recriado de acordo com o projeto art déco dos arquitetos originais, e ao mesmo tempo incluiu um sistema de processamento de visitantes moderno e empregou tecnologia de ponta.

Dirigida pelos proprietários, a equipe de restauração incluiu a Beyer Blinder Belle Architects & Planners LLP (BBB), a Jones Lang LaSalle (JLL), historiadores, artistas e especialistas. Orientados por documentos históricos, fotos, desenhos do projeto original, plantas e análises científicas dos elementos arquitetônicos existentes, a equipe de especialistas trabalhou por quase dois anos para restaurar a estética do projeto original, de 1930.

Recuperação das características perdidas

Ao longo dos anos, elementos essenciais do projeto foram obscurecidos e perdidos. Na década de 1960, foi instalado um teto rebaixado de painel de acrílico, que cobriu um mural ornamentado e introduziu iluminação fluorescente ao lobby. O trabalho em vidro, como as intrincadas lentes de luminárias em vidro fundido que margeavam os grupos de elevadores e as laterais dos corredores, foram substituídas ao longo do tempo por incrustações de acrílico. A JLL descobriu fotografias e descrições dos painéis originais no Corning Museum of Glass, em Corning, Nova York, e que serviram como guia para que artesãos altamente qualificados recriassem os mais de 360 metros lineares do trabalho em vidro histórico.

Projeto de iluminação original, com tecnologia contemporânea

Por meio de uma extensa pesquisa, a equipe do BBB identificou os conceitos de iluminação originais do ESB para adequar o projeto original com tecnologia de iluminação moderna, com lâmpadas eficientes e reatores que podem ser ajustados de acordo com as necessidades de iluminação e os requisitos da malha de energia de Nova York. Além disso, o ESB restaurou os níveis de iluminação originais de 1930, ajustando o esquema de iluminação geral à intensidade da época para trazer à tona as cores das paredes de pedra e do mural do teto do lobby.

Restauração do mármore

Os profissionais de cantaria da época usaram mármores internacionais cuidadosamente selecionados em todo o lobby para criar um exemplo único de "bookmatching", trabalho em que fatias de pedra do mesmo bloco são dispostas de modo a espelhar umas às outras, destacando os veios naturais do mármore para fins artísticos. Peças do mármore original do edifício foram removidas ou danificadas nos últimos 78 anos, então o BBB fez um trabalho de pesquisa mundial e substituiu o material perdido por mármore novo correspondente.

Lustres art déco

As plantas originais dolobby do ESB mostravam planos de dois lustres ornamentados, um sobre cada passarela para pedestres do segundo andar, ao longo dos corredores dos lobbies das ruas 33 e 34. O BBB descobriu que os lustres originais nunca foram criados. Em vez disso, duas luminárias de 1920, que já haviam sido removidas e destruídas, foram instaladas nas fases posteriores da construção original.

Instalação do anemômetro

No mural da parede do lobby da entrada da Quinta Avenida, a JLL coordenou a restauração do anemômetro, que mais tarde foi substituído por um relógio, para indicar a velocidade e a direção do vento medidos por uma estação meteorológica acima da mundialmente famosa plataforma de observação do 86o do ESB. Embora o anemômetro fosse parte do projeto original de 1930, a sua estação meteorológica terá tecnologia moderna.

Mural art déco no teto

O lobby principal do Empire State Building apresentava originalmente um mural ornamentado no teto em tributo às oportunidades e ao espírito da Era das Máquinas.

Exibindo ouro 23 quilates e alumínio, o mural é a representação art déco de um céu azul com raios de sol e estrelas que refletem a luz com um brilho quente, atraindo o olhar para o teto. Porém, para homenagear a Era das Máquinas, os raios de sol e as estrelas são representados por engrenagens.

O céu permaneceu o ponto principal do lobby até a década de 1960, quando foi pintado e coberto por um teto rebaixado e luzes fluorescentes fixas. Como parte do programa de melhorias de mais de US$ 550 milhões, iniciado em 2007, uma equipe de artistas e historiadores trabalhou para recriar o teto original da década de 1930.

A equipe de restauração valeu-se de fotografias históricas, análise científica no local, plantas originais e até mesmo de padronagens de sujeira de décadas de idade atraídas eletronicamente pelos metais que estavam embaixo da pintura que cobria o mural.

Um processo de 26 etapas foi usado para recriar o mural art déco usando as mesmas técnicas dos artistas originais dos Rambusch Studios. A réplica completa, incluindo a pesquisa, o design, a execução e a instalação, levou aproximadamente dois anos para ser terminada, e foi finalmente instalada no Empire State Building em 2009.

Fatos do mural do teto

  • Os materiais usados na réplica do teto foram os mesmos usados para criar o teto do lobby em 1931.
  • O mural gastou 1.394 m² de telas, e é composto de uma complexa montagem de mais de 75 telas agrupadas.
  • 115.000 folhas de alumínio foram usadas no acabamento do mural do teto.
  • Mais de 20.000 horas de trabalho foram usadas na réplica do teto do ESB.
  • O mural usou 120 m² de folhas de ouro 23 quilates e 1.300 m² de alumínio.
  • Existem 16 camadas de tinta, verniz e folhas no mural do teto.
  • O processo de recriação envolveu 26 etapas do início ao fim.
  • A recriação e instalação do novo mural consumiu quase o dobro do tempo levado para construir o Empire State Building.

Take the Tour!

The virtual tour walks you through the whole experience, from the newly renovated art-deco lobby through the sustainability and historical exhibits, up to our observatories.

See for yourself what makes the Empire State Building Experience a must-see on your next NYC visit.